Blog - Últimas notícias

Tributário na Semana – 01.04.19

Tributário na Semana

Release Extraordinário

NOVO PROTEGE DE 15% ENTRA EM VIGOR ATRAVÉS DE INSTRUÇÃO NORMATIVA

 

Foram publicadas no Diário Oficial do Estado – DOE duas Instruções Normativas da Secretaria de Estado da Economia, sobre a NOVA CONTRIBUIÇÃO do Fundo Protege Goiás, para as indústrias beneficiadas pelo Fomentar e Produzir e seus subprogramas: Logproduzir, Centroproduzir e Progredir e ainda, para as usinas de álcool. 

O NOVO PROTEGE DE 15% foi instituído pela Lei n° 20.367/2018, aprovada em 11.12.18, que dispõe acerca da reinstituição dos incentivos, dos benefícios fiscais ou financeiro-fiscais e das isenções relativos ao ICMS. 

O Estado de Goiás não fez regulamentação por Decreto, como normalmente faz. 

A fruição dos benefícios fica condicionada à contribuição para o Fundo de Proteção Social do Estado de Goiás – Protege Goiás – no percentual de até 15% aplicado sobre o valor do benefício para quem está nos programas Fomentar, Produzir e seus subprogramas como: Logproduzir e Comexproduzir. Logo, a contribuição será de 15% no período de abril a setembro e cai um ponto percentual por mês até março de 2020.

Lembramos que esta lei também carrega alterações quanto à concessão do crédito outorgado, com redução gradual do benefício para vários segmentos.

 

INSTRUÇÕES NORMATIVAS:

IN nº 1.433, estabelece que o contribuinte deve fazer o pagamento sempre no dia 20 de cada mês.

IN nº 1.432, altera o Sistema de Arrecadação das Receitas Estaduais para criar o código do pagamento no Documento de Arrecadação Estadual – DARE. Será o número 61 para a indústria beneficiária do Fomentar/Produzir, e o número 62 para o crédito outorgado do álcool anidro. (Primeiro pagamento no dia 20 de maio referente ao período de apuração de abril).

Vigência: 1° de abril de 2019.

A seguir as novidades trazidas pela Lei n° 20.367/2018:

 

NOVIDADES

Artigo 3°, inciso I e § 1°

A reinstituição do Crédito Outorgado do Álcool fica vinculada à contribuição ao PROTEGE no percentual de até 15% (quinze por cento) entre abril a setembro de 2019, havendo um descréscimo de 1% ao mês a partir do 7º mês.

Artigo 3°, inciso II e § 1°

De forma inédita incidirá 15% (quinze por cento) de Protege sobre o Fomentar e Produzir.

A reinstituição do Fomentar, Produzir e Subprogramas foi vinculada à contribuição ao PROTEGE no percentual de até 15% (quinze por cento) entre abril a setembro de 2019, havendo um descréscimo de 1% ao mês a partir do 7º mês.

Artigo 3°, § 2°

Possibilidade de modulação:

Esse parágrafo autoriza o Governo a, mediante lei, reduzir ou retirar o Protege. Percebemos que o Fundo é elevado a uma ferramenta política de regulação e atração, pois sua redução é vinculada a preservação da competitividade.

Artigo 3°, §3°, inciso I

Reinstitui o benefício da Indústria de veículo com reduções:

PRODUZIR: de 92,59% para 44,44%;

FOMENTAR: de 93,33% para 50%;

Artigo 3°, §3°, inciso II

Reinstitui o benefício do LOG PRODUZIR, segmento de Logística e agenciamento de cargas e armazenamento de mercadorias próprias ou de terceiros, com redução.

LOG PRODUZIR: de 50% para 25%;

Empresas que operem cumulativamente com outra atividade no segmento de logística, transporte rodoviário ou aéreo, agenciamento de cargas e armazenamento de mercadorias próprias ou de terceiros de 73% para 36%; E nos casos em que estas empresas efetuarem o recolhimento de ICMS for superior a R$ 900.000,00 por mês de 80% para 40%;

Artigo 3°, §3°, inciso III

O Crédito Outorgado de 2% nas Operações Interestaduais do Atacadista e Industrial, existente desde 1994, é reinstituído retirando o benefício para a Indústria.

No artigo 3°, §3°, inciso III – Atacadistas: crédito outorgado fica excluído na operação interestadual realizada por contribuinte industrial;

Artigo 3°, §3°, inciso IV

Reinstitui o benefício da Indústria de Grupos Geradores com redução:

crédito outorgado de 98% para 85%; e de 92,593% para 44,44%;

Artigo 3°, §4

Os benefícios para frigorífico de aves que tem FOMENTAR ou PRODUZIR não terão que pagar PROTEGE.

Artigo 4°

Para todos os benefícios já existentes a lei exige nova celebração de TARE, podendo o Chefe do Poder Executivo dispensar esta obrigatoriedade nas hipóteses que disciplinar.

Artigo 5°

Exige TARE novo em abril de 2020, para todos os casos.

Newsletter

Acompanhe as publicações do Terra e Vecci no seu e-mail!

Cond. Flamboyant Park Business, Rua 14, sala 2212,
Jardim Goiás – Goiânia, GO. CEP 74810-180. Ver no mapa

+55 62 3092 7606 | adm@terraevecci.com

© 2019 Terra e Vecci – Advogados e Associados | Design by Buffo Design